Na Argentina, em medida cautelar considerada inédita, uma juíza determina tutela policial para o agressor em vez da vítima

por Matilde Quiroga Castellano

A advogada que representa a mulher em situação de violência argumentou que muitas vezes as mulheres se sentem presas quando estão sob medida de proteção que envolvem a polícia. Levantou a questão de que esta situação implica uma perda maior da liberdade para estas mulheres em vez de afetar a liberdade do agressor.

Leia a reportagem completa clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *